Professores de Psicologia da UNIP Santos têm trabalhos publicados na revista European Psychiatry

Quatro professores pesquisadores do curso de Psicologia da Universidade Paulista – UNIP, campus Santos, tiveram seus trabalhos publicados na revista European Psychiatry, periódico oficial da Associação Psiquiátrica Europeia, editada pela Cambridge University Press – uma das mais antigas e importantes editoras do mundo. As publicações estão disponíveis na plataforma Cambridge Core: https://www.cambridge.org/core/journals/european-psychiatry/issue/482BCF1C9DEFE107673857F489E5D1E4

 

Por sua relevância, os trabalhos foram apresentados no 29° Congresso Europeu de Psiquiatria, realizado, remotamente, em Florença, na Itália, no primeiro semestre de 2021, e, com base no mérito científico, foram revisados e selecionados pelo comitê de organização do Congresso para serem publicados.

 

Segundo o professor Armando Farias Macedo Filho, coordenador do curso de Psicologia da UNIP Santos e do Centro de Psicologia Aplicada (CPA – UNIP Santos), a revista European Psychiatry tem como objetivo publicar os últimos avanços em temas relacionados à saúde mental, incluindo novas formas de diagnóstico e tratamento, e avanços nas estruturas biológicas de funções mentais, comportamentais e cognitivas. Para ele: “Ter os trabalhos selecionados para publicação significa que nós, brasileiros, estamos também contribuindo com os colegas de outras partes do mundo, em especial, da Europa, na produção de conhecimento científico para a busca de soluções e novas formas de tratamento na saúde mental. Mais relevante ainda é representar o nome da Universidade Paulista ao lado de colegas das melhores instituições de ensino do planeta.”

 

 

Trabalhos publicados

 

1. O uso da realidade virtual no tratamento do autismo (The use of virtual reality in the treatment of autism

 

De autoria de Gabriele Rodrigues Pontes, aluna de Iniciação Científica da UNIP, e de sua orientadora, professora doutora Cristina de Andrade Varanda, o trabalho é uma revisão bibliográfica sobre o uso da realidade virtual para os tratamentos de pessoas com autismo.

 

“Foram selecionadas 19 publicações. Na maioria delas, foi defendido o uso da realidade virtual por oferecer um ambiente controlado e livre de distratores, contribuindo para a adesão ao tratamento das pessoas com autismo”, explica a docente.

 

Confira: https://www.cambridge.org/core/journals/european-psychiatry/article/use-of-virtual-reality-in-the-treatment-of-autism/34C01731F54BF6059F560CA640574161



2. Terapia on-line para crianças durante o distanciamento social: um estudo de caso em contexto clínico brasileiro (Online therapy for kids during social distancing: a study case in Brazilian clinical setting)

De autoria das professoras Mariana Tavares Campos e Cristina de Andrade Varanda, no estudo são verificadas as possibilidades de atendimento clínico infantil em consultório particular durante a pandemia da COVID-19.

Foram analisados atendimentos de duas crianças, de 6 e 11 anos, possibilitando observar o estabelecimento da aliança terapêutica e a expressão delas por meio do uso de mímica, desenhos, jogos eletrônicos e uma adaptação do jogo do rabisco de Winnicott.

Confira: https://www.cambridge.org/core/journals/european-psychiatry/article/online-psychological-therapy-for-kids-during-social-distancing-a-study-case-in-a-brazilian-clinical-setting/1E244B03FDD567499FAAFDF2D58D1A51



3. O uso de um formulário eletrônico para registrar a observação da brincadeira de uma criança com ansiedade: um estudo de caso em uma clínica de uma universidade brasileira (The use of an electronic form to register play observation of a child with anxiety: A study case at a university clinical practice in Brazil

 

De autoria de Gustavo Tischer Silva, Júlio Soares e Thalita Brandão, ex-alunos e ex-estagiários de Psicodiagnóstico Interventivo do curso de Psicologia do campus Santos, sob orientação da professora doutora Cristina de Andrade Varanda, o trabalho é o resultado da utilização de um formulário eletrônico para a anotação de indicadores observados durante sessão psicoterapêutica com uma criança com queixa de ansiedade, no Centro de Psicologia Aplicada da UNIP Santos.

 

Por meio do formulário, os estagiários puderam obter e organizar dados relevantes sobre as modalidades e escolhas de brincadeira, tolerância à frustração, habilidades motoras, criatividade, personificação e habilidade simbólica.

 

Confira: https://www.cambridge.org/core/journals/european-psychiatry/article/use-of-an-electronic-form-to-register-play-observation-of-a-child-with-anxiety-a-study-case-at-a-university-clinical-practice-in-brazil/C2E1FA14FC609A0C39EF568794922CD1

 


4. Pesquisadores brasileiros encontram-se on-line para discutir o distanciamento social: resultados do 1º Simpósio do Grupo de Estudos e Pesquisa em Psicologia e Cognição – GEPESPSI (Brazilian researchers meet online to discuss social distancing: Results from the First Symposium of the Group of Studies and Research on Psychology and Cognition – GEPESPSI)

 

Assinada pela professora doutora Cristina de Andrade Varanda e pelo professor Armando Macedo, a explanação traz os impactos do referido simpósio no público participante, por meio da análise qualitativa dos comentários feitos no bate-papo, ao longo das apresentações de onze psicólogos e de uma fonoaudióloga.

 

Confira: https://www.cambridge.org/core/journals/european-psychiatry/article/brazilian-researchers-meet-online-to-discuss-social-distancing-results-from-the-first-symposium-of-the-group-of-studies-and-research-on-psychology-and-cognition-gepespsi/C8D62A0BA8538AE633041610633A0520

 

5. Contribuições de técnicas projetivas como ferramenta potente de intervenção em um processo psicodiagnóstico (Contributions of Projective Techniques as Potent Tools of Therapeutic Intervention in the Psychodiagnosis Process)

 

De autoria da professora Andréa Poppe, o trabalho aborda a importância da utilização de técnicas projetivas (técnica de colagem) enquanto intervenções possíveis e potentes no processo psicodiagnóstico desenvolvido pela Universidade Paulista – UNIP.    

 

Confira: https://www.cambridge.org/core/journals/european-psychiatry/article/eposter-viewing/D36C52D45873073B3F9642A91F6EB46C 

 

 

Sobre os pesquisadores

 

Profa. Dra. Cristina de Andrade Varanda

Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Psicologia e Cognição (GEPESPSI), certificado pela UNIP. Supervisora dos estágios de Psicodiagnóstico, Intervenções Clínicas Breves, Psicoterapias na Abordagem Cognitivo-Comportamental e Grupos e Comunidades – Intervenção Psicossocial na Universidade Paulista. Pós-doutora e doutora em Ciências da Reabilitação, na área de Comunicação Humana, pela Faculdade de Medicina da USP. Mestre em Psicologia Experimental pelo Instituto de Psicologia da USP. Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância pela Universidade Federal Fluminense (UFF); Mídias na Educação (USP/UFPE/MEC); Língua Inglesa (USP); e Terapia Comportamental e Cognitiva (USP).

 

Prof. Me. Armando Farias Macedo Filho

Coordenador do curso de Psicologia da UNIP Santos. Professor titular e coordenador do Centro de Psicologia Aplicada da UNIP Santos. Responsável técnico de Clínica de Psicologia para atendimentos em saúde mental e pacientes em situações de urgência e emergência. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Psicologia e Cognição (GEPESPSI). Graduado em Psicologia pela Universidade Católica de Santos. Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Católica de Santos.

 

Profa. Ma. Mariana Tavares de Campos

Professora titular da UNIP Santos. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Psicologia e Cognição (GEPESPSI), certificado pela Universidade Paulista. Especialista em Psicologia Clínica e Avaliação Psicológica pelo Conselho Federal de Psicologia. Mestre em Psicologia da Saúde pela Universidade Metodista de São Paulo. Graduada em Psicologia pela Universidade Metodista de São Paulo. Aluna regular de duas disciplinas do programa de Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde na Universidade do Algarve, na cidade de Faro (Portugal).

 

Profa. Ma. Andréa Regina Soares Poppe 

Professora na UNIP Santos. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Psicologia e Cognição (GEPESPSI), certificado pela Universidade Paulista. Especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Federal de Psicologia, especialista ainda em formação em Redes Interdisciplinares – Unifesp e em Atendimento Familiar – UniSantos. Mestre em Ensino em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São Paulo – Unifesp. Doutoranda em Psicologia Clínica pela UCES – Buenos Aires.

 

Gabriele Rodrigues de Pontes

Aluna do curso de Psicologia da UNIP Santos e pesquisadora em Iniciação Científica, orientada pela professora doutora Cristina de Andrade Varanda.

 

Talita Brandão

Ex-aluna do curso de Psicologia da UNIP Santos e ex-estagiária de Psicodiagnóstico Interventivo, supervisionada pela professora doutora Cristina de Andrade Varanda.

 

Gustavo Tischer Silva

Ex-aluno do curso de Psicologia da UNIP Santos e ex-estagiário de Psicodiagnóstico Interventivo, supervisionado pela professora doutora Cristina de Andrade Varanda.

 

Júlio Soares

Ex-aluno do curso de Psicologia da UNIP Santos e ex-estagiário de Psicodiagnóstico Interventivo, supervisionado pela professora doutora Cristina de Andrade Varanda.