Laboratório de Biologia Celular e Molecular


APRESENTAÇÃO

A Universidade Paulista conta com eficiente infraestrutura administrativa que dá todo apoio para digitação, organização didática, acompanhamento dos prazos de depósito de dissertações e outras atividades burocráticas. A UNIP tem hoje estrutura de laboratórios de pesquisa que suportam atividades de Pós-Graduação em nível de Mestrado e Doutorado. Todos os projetos para dissertação de Mestrado ou Doutorado são de natureza experimental. Para tanto, os alunos contam com as seguintes facilidades:

Laboratório de Biologia Molecular e Celular - Para atender plenamente aos objetivos do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado) e de Graduação, por meio da Iniciação Científica, os laboratórios de pesquisa têm sido incrementados de maneira contínua, tanto no que diz respeito à sua estrutura, quanto à sua localização, com base no projeto elaborado pelo Colegiado do Programa. Com o intuito de ampliar e modernizar essas condições, a UNIP alocou, na ocasião, verba da ordem de US$ 244.000,00 para a construção de laboratórios de Biologia Molecular e Celular. A Universidade contratou técnico especializado em Biologia Molecular e Celular, com título de doutor, para gerir os laboratórios, bem como transferiu técnicos de nível básico e médio para apoio aos projetos de pesquisa. Estes laboratórios, com todos os equipamentos necessários, foram inaugurados no fim de 2007, na presença de representantes da CAPES, e estão em pleno funcionamento, recebendo alunos de Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado. Os laboratórios encontram-se adequados para a realização de trabalhos experimentais relacionados com os temas de dissertação ou tese dos alunos de Pós-Graduação, com os projetos de pesquisa dos professores e de seus alunos de Iniciação Científica. Os laboratórios do Centro de Pesquisa estão equipados com mobiliário, computadores ligados à internet e equipamentos de precisão. Há salas para os professores pesquisadores e para os alunos de Pós-Graduação e de Iniciação Científica, todas equipadas com computadores, impressoras e scanner, de modo a facilitar e integrar o trabalho de alunos e docentes. Um fotomicroscópio NIKON E200 com câmera Coolpix ®, um computador equipado com sistema de análise de Imagens Metamorph® (adquirido com auxílio CNPq, valor: R$14.030,00), um microscópio Eletrônico de Varredura JEOL (valor: US$ 169.648,95) e um Leitor Luminex modelo Magpix (valor: US$ 67.036,11) também estão disponíveis no laboratório, permitindo análises quantitativas mais precisas de imagens histológicas, nanopartículas e dosagens de alta sensibilidade de citocinas, assim como de outros fatores solúveis.

Laboratório de Criopreservação contendo freezer inteligente ultra low, tanque de nitrogênio líquido para congelamento de amostras e de células para cultura, utilizadas em modelos in vitro.

Laboratório de Cultura de Células foi idealizado para suportar o aumento do número tanto de alunos como de projetos baseados em estudos in vitro, principalmente visando à atual necessidade de inserção de modelos alternativos para diminuir o uso de animais de experimentação. Esta sala foi equipada com centrífuga, incubadora, microscópio invertido de fluorescência e refrigeradores para assegurar os princípios da qualidade em pesquisa. Parte dos equipamentos deste novo espaço foi adquirida com auxílio FAPESP (2014/00967-1; valores: R$ 14.030,00 e U$ 19.615,00), incluindo um fluxo laminar, uma incubadora e um contador automático de células, e com o projeto FAPESP (2012/51727-5; valores: R$10.900) foram adquiridas conjuntos de câmaras microisoladoras para o biotério de camundongos. Este novo investimento da Universidade possibilitou a implementação de novas Linhas de Pesquisa, visando a responder a perguntas importantes da Patologia Ambiental e Experimental.

Laboratório de Citometria criado a partir de 2015, uma sala anexa que acomoda o citômetro de fluxo Accuri®, adquirido pela UNIP (Valor: R$ 72.615,00).

O Laboratório de Anatomia Patológica do Instituto da Saúde da UNIP conta com todas as facilidades para estudos em microscopia óptica como estufas, geladeiras, micrótomos, microscópio com análise de imagem e outros. Em associação com esse laboratório estão sendo implantados métodos e técnicas em Imuno-histoquímica que, em associação com a Biologia Molecular, será de grande valia para o desenvolvimento de projetos diversos que necessitem dessas metodologias. Caso haja necessidade de utilização de técnicas mais avançadas e dispendiosas como microscopia eletrônica, microscopia confocal e outras serão estabelecidos convênios com instituições que têm esses serviços, até que se justifique adquirir esses equipamentos pela UNIP ou órgãos financiadores.

Biotério e Laboratório de Experimentação e Comportamento Animal foi construído em 2009, seguindo os moldes de Biotério Modelo SPF (Specific Pathogen Free), de acordo com as exigências nacionais e internacionais para manutenção de ratos e camundongos usados em experimentação nas áreas de Imunologia, Parasitologia, Microbiologia, Patologia, Toxicologia, Análise Comportamental e Terapêutica. Para a implantação deste projeto, a UNIP empregou, à época, aproximadamente US$ 314.000,00 em recursos financeiros. O Biotério e o Laboratório de Experimentação e Comportamento Animal possuem uma sala destinada à acolhida e saída de animais e acondicionamento deles em microisoladores TECHNIPLAST® (Recepção de Animais); sala subdividida em Biotério de Manutenção e Laboratório de Manipulação, destinados, respectivamente, à manutenção e à manipulação de camundongos em experimentação, e três Salas de Experimentação, destinadas, respectivamente, à manutenção e manipulação de ratos e camundongos a serem utilizados em pesquisas comportamentais e dois espaços separados destinados à cirurgia e perfusão de animais em experimentação (Sala de Cirurgia e Perfusão). Ainda, foram adquiridos e instalados equipamentos para observação de comportamento animal (câmeras de vídeos, televisores e Noldus-Observer).
No ano de 2013, com verba e mão de obra da UNIP, foi realizada a adaptação de uma sala com ciclo de luz invertido e a instalação de aparelho de ar condicionado para a observação de comportamento sexual de ratos, no Laboratório de Experimentação e Comportamento Animal. Além disso, foram instalados sistemas de câmaras acopladas à televisão para observação de comportamento animal sem a presença do pesquisador em sala, o que melhora a qualidade dos experimentos.
Ampliando ainda mais as possibilidades de pesquisas relativas ao Programa, foi construído um Biotério de Organismos Aquáticos, entre 2014 e 2015, bem como um novo laboratório para cultura de células e microscopia, permitindo a ampliação da capacidade do laboratório de cultura preexistente. Além disso, em 2015, houve a expansão do laboratório de estudos comportamentais, com a inserção de duas novas salas de observação. Esta ampliação também envolveu a aquisição de dois novos racks (Valor: R$ 55.376,47), um para camundongos e outro para ratos, e também a manutenção dos sistemas de isolamento, do ar condicionado e da autoclave do biotério. A fim de incentivar a inserção de novos modelos alternativos para desenvolvimento de pesquisas in vivo, a UNIP investiu, em 2017, cerca de R$ 25.000,00 para a reforma e readequação do biotério de organismos aquáticos, inicialmente com a inserção do modelo zebrafish e, em 2018, com a instalação de modelos experimentais utilizando Artemia salina, com a colaboração mútua da Profa. Leoni V. Bonamin e o técnico responsável. Visando a expandir os estudos com peixes e outros organismos aquáticos, em particular o zebrafish, as novas instalações do biotério de peixes foram construídas respeitando-se as questões éticas na criação e no bem-estar animal. As atuais instalações do biotério de peixes contam com uma sala de manutenção de peixes para pesquisas de comportamento e toxicidade ambiental, uma sala de manutenção de peixes portadores de doenças e infecções, uma sala de manipulação e necropsia e uma sala de manipulação de Artemias.
Ainda em 2017, foi adequada uma sala para estudos de vocalização ultrassônica com isolamento acústico (CNPq- 303701/2014-5, Pesquisador 1B), no valor de R$ 5.000,00, no qual foi alocado equipamento software UltraVox (Noldus Information Technology, Leesburg, VA, USA) com filtros e microfones ultrassônicos ligados a laptop (CNPq- 441580/2014-9, Universal) com valores de R$ 2.999,00 e R$ 17.643,63. Em 2018, foi aprovada a extensão do isolamento acústico para as salas de manutenção e experimentação, adequação a ser realizada no primeiro semestre de 2019.

Conta ainda com laboratório que visa à extração de princípios ativos de plantas da Região Amazônica e Mata Atlântica, com propriedades terapêuticas, em modelos experimentais in vitro e in vivo.

PARCERIAS INSTITUCIONAIS/INTERCÂMBIOS/CONVÊNIOS

Todos os professores do curso mantêm parcerias com outras instituições de ensino e/ou pesquisa, desenvolvendo projetos em conjunto e possibilitando aos nossos alunos de mestrado e iniciação científica a realização e apreensão de metodologias/técnicas realizadas nesses locais. As informações abaixo ilustram esse tipo de atividade.

PARCERIAS INSTITUCIONAIS

NACIONAIS

Professor: Eduardo Fernandes Bondan

  1. Laboratório/Instituição: Laboratório de Microscopia Eletrônica de Transmissão, do Departamento de Anatomia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ – USP)
  2. Laboratório/Instituição: Dr. Marcelo Paes de Barros (Instituto de Ciências da Atividade Física e Esporte - ICAFE / Universidade Cruzeiro do Sul)
  3. Laboratório/Instituição: Dra. Miriam Oliveira Ribeiro (Laboratório de Neurobiologia / Universidade Presbiteriana Mackenzie)

Professora: Elizabeth Cristina Pérez Hurtado

  1. Laboratório/Instituição: Disciplinas de Biologia Celular e Imunologia do Departamento de Microbiologia e Imunologia e Laboratório de Imunologia Clínica e Experimental (LICE - Disciplina de Nefrologia) – Universidade Federal de São Paulo
  2. Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas da Universidade Federal de São Paulo - Campus Diadema
  3. Laboratório/Instituição: Laboratório de Fisiopatologia, Instituto Butantã

Professora: Ivana Barbosa Suffredini

  1. Laboratório/Instituição: Laboratório de Investigação Médica LIM-62, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  2. Laboratório/Instituição: Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês
  3. Laboratório Thomson da Universidade de Campinas

Professor: José Guilherme Xavier

  1. Laboratório/Instituição: Laboratório Genoa Biotecnologia
  2. Laboratório/Instituição: Universidade Metodista de São Paulo
  3. Laboratório/Instituição: Laboratório de Hematologia Experimental – Faculdade de Ciências Farmacêuticas-USP
  4. Laboratório/Instituição: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos-USP
  5. Laboratório/Instituição: Laboratório de Imunogenética – Instituto Butantã

Professora: Leoni V. Bonamin

  1. Laboratório/Instituição: Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro
  2. Laboratório/Instituição: Faculdade de Farmácia da USP
  3. Laboratório/Instituição: IHPI – Instituto de Homeopatia e Práticas Integrativas de Ribeirão Preto
  4. 4) Laboratório/Instituição: Programa de História da Ciência da PUC-SP.

Professora: Maria Anete Lallo

  1. Laboratório/Instituição: Instituto Butantã, Laboratório de Fisiopatologia, para realização de microscopia eletrônica de transmissão
  2. Laboratório/Instituição: Laboratório de Imunologia da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual de Araraquara
  3. Laboratório/Instituição: Disciplinas de Biologia Celular e Imunologia do Departamento de Microbiologia e Imunologia – Universidade Federal de São Paulo

Professora: Maria Martha Bernardi

  1. Laboratório/Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo- FMVZ-USP

Professor: Mario Mariano

  1. Laboratório/Instituição: Departamento de Microbiologia e Imunologia da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP

Professor: Paulo Ricardo Dell´Armelina Rocha

  1. Laboratório/Instituição: Laboratório de Patologia Aplicada. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP de Araçatuba

Professora: Selene Dall’ Acqua Coutinho

  1. Laboratório/Instituição: Instituto IPE
  2. Laboratório/Instituição: Laboratório de Micologia do Instituto Adolfo Lutz e Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Alagoas

Professor: Thiago Berti Kirsten

  1. Laboratório/Instituição: Departamento de Patologia - FMVZ- USP

INTERNACIONAIS

Professora: Ivana Barbosa Suffredini

  1. Instituição: National Cancer Institute – National Institutes of Health, Estados Unidos
    Tema: Avaliação de extratos vegetais com ênfase em atividade antitumoral
    Tipo: Convênio de transferência de tecnologia

Professora: Leoni V. Bonamin

  1. Instituição: Global Homeopathy Foundation (GHF) – Mumbai, Índia
    Tema: O presidente desta fundação, Dr Rajesh Shah, convidou Profa. Leoni V. Bonamin a fazer parte do “Scientific Advisory Board” desta instituição - desde 2015
    Tipo: Participação como membro de conselho científico
  2. Instituição: Royal London Hospital for Integrated Medicine (RLHIM) - Londres, UK
    Tema: O RLHIM mantém o corpo editorial da revista “Homeopathy” junto à editora Elsevier
    Tipo: Participação como membro do Corpo Editorial na qualidade de Editora Adjunta desde 2015
  3. Instituição: VFK - Verein fuer Krebsforschung - Society for Cancer Research - Arlesheim, Suíça. Professor: Stephan Baumgarter
    Tema: Estudo dos efeitos da Silicea terra, Zincum metallicum e Viscum album na atividade macrofágica in vitro e sua relação com propriedades físico-químicas destes medicamentos homeopáticos
    Tipo: Parceria formal entre a UNIP e a Society for Cancer Research, firmada em 2018, para a colaboração mútua em estudos multicêntricos e programas de estágio sanduíche e visiting professor.
  4. Instituição: Universidade Maimônides - Buenos Aires, Argentina
    Prof. Francisco X Eizayaga
    Tema: Mecanismos celulares envolvidos na atividade de altas diluições de aspirina in vitro
    Tipo: Parceria formal entre a UNIP e a Universidade Maimônides, firmada em 2017, para a colaboração mútua em estudos multicêntricos e programas de estágio sanduíche e visiting professor.
  5. Instituição: Bion Institute - Lyubliania, Eslovênia
    Professor: Igor Jerman
    Tema: Estudo multicêntrico sobre os mecanismos biofísicos de preparações homeopáticas
    Tipo: Parceria formal entre a UNIP e o Instituto Bion, firmada em 2018, para a colaboração mútua em estudos multicêntricos e programas de estágio sanduíche e visiting professor. <
  6. Instituição: DiagnOx Laboratory, Cherwell Innovation Centre, Upper Heyford, Oxon, United Kingdom
    Professor: Steven Cartwright
    Tema: Marcador físico-químico de preparações altamente diluídas com o uso de corantes solvatocrômicos
    Tipo: Parceria, em vias de formalização, entre a UNIP e o Laboratório DiagnOx para colaboração mútua em estudos multicêntricos sobre os mecanismos de ação de produtos homeopáticos
  7. Instituição: Hyland´s Homeopathy - USA
    Pesquisadores: Zhen Yao e Steven Cartwright
    Tema: Discussões sobre reprodutibilidade do método de avaliação da atividade de medicamentos homeopáticos utilizando corantes solvatocrômicos
    Tipo: Produção técnica: Discussões on-line com os pesquisadores envolvidos, com potencial para financiamento de novos estudos

Professor: Paulo Ricardo Dell’Armelina Rocha

  1. Laboratório/Instituição: Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade de Turin, Itália
    Tema: Caracterização de hemoparasitos de aves domésticas e selvagens da Amazônia por meio da qPCR
    Tipo: Projetos de pesquisa na área de doenças infecciosas e parasitárias
  2. Laboratório/Instituição: Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade de Turin, Itália
    Tema: Caracterização da Listeria monocytogenes proveniente de alimentos de origem animal
    Tipo: Projetos de pesquisa na área de doenças infecciosas e parasitárias
  3. Laboratório/Instituição: Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade de Turin, Itália
    Tema: Envolvimento da micróglia em doenças neurodegenerativas
    Tipo: Projetos de pesquisa na área de neurociências

Professora: Selene Dall’ Acqua Coutinho

  1. Laboratório de Micologia, Departamento de Ciências Veterinárias, Universidade de Turim, Itália
    Tema: Caracterização molecular por fingerprint de cepas de Microsporum canis isoladas de cães e do ambiente
    Tipo: Projeto de pesquisa na área de doenças infecciosas

PROJETOS DOS PESQUISADORES FINANCIADOS COM AUXÍLIOS EM 2018: concluídos e em andamento

Título: Diferenciação de linfócitos B-1 em células produtoras de insulina: mecanismos envolvidos e otimização do processo
Prof. Dr. Mario Mariano
Financiamento: FAPESP - Projeto de Pesquisa – Regular (2017/06733-0)
Período: 01/07/2017 a 31/06/2019
Valor: R$ 46.000,00 e USD $ 20.000,00

Título: Microsporidiose murina - o papel de macrófagos M1 e M2, fagócitos derivados de células B-1 e eferocitose
Profa. Dra. Maria Anete Lallo
Financiamento: FAPESP (Proc. no 2015/25948-2)
Período: 01/04/2016 a 31/03/2018
Valor: R$ 54.648,76 e USD $ 29.993,47

Título: Possível prevenção ou tratamento dos prejuízos induzidos pela exposição no início da gestação ao lipopolissacarídeo em um modelo experimental de autismo
Prof. Dr. Thiago Berti Kirsten
Financiamento: CAPES (AUXPE nº 1029/2014)
Período: 23/04/2014 a 23/03/2019
Valor: R$ 159.982,02

Título: Uso de modelo experimental de depressão em ratos induzido por lipopolissacarídeo na busca por possíveis tratamentos
Prof. Dr. Thiago Berti Kirsten
Financiamento: CNPq-Universal (406835/2016-0)
Período: 01/08/2016 a 01/08/2019
Valor: R$ R$ 24.800,00

Título: Influência da administração de buchinha-do-norte sobre a concentração sérica de corticosterona, TNF-α, IL-1, IL-6 e IL-10, testosterona, TGO, TGP e creatinina como indicadores de alterações comportamentais, sobre o sistema reprodutor, fígado e rins de ratos Wistar
Prof. Dra. Ivana Barbosa Suffredini
Financiamento: Auxílio à Pesquisa FAPESP 2017/03470-9
Período: 04/2018 a 03/2019
Valor: R$ 12.184,77 e US$ 9.166,6, material de consumo